NOME: Sofia Wadhy Rebehy
IDADE: 62 anos
PROFISSÃO: Publicitária, comerciante e decoradora

O prazer de estar na companhia da irmã e da filha no trabalho faz a empresária Sofia Wadhy Rebehy  se definir como uma mulher de sorte. Para ela, poucos têm esse privilégio de estar tão perto da família na maior parte do tempo. A proprietária de uma loja de decoração e mobiliários divide seu tempo entre o trabalho e o cuidado com a saúde. Sofia é publicitária por formação, mas foi na decoração de ambientes que conquistou seu espaço e o privilégio de trabalhar mais próxima da família. Há 31 anos nascia a DonaFlor, uma loja de flores e arranjos que até hoje representa bem a paixão da empresária pela natureza. No início, a ideia era agregar produtos a uma nova proposta de floricultura em que o item principal — as flores — era o maior presente. 

Viajando Brasil afora e até pelo exterior, a empresária e duas irmãs buscaram inspiração e tendências em técnicas de montagem, materiais inovadores e vasos. Foi quando deram o início para a produção própria de vasos em terracota, além de agregar as mais originais marcas, presentes e artigos de decoração. Depois de uma proposta, nascia a segunda paixão: a decoração de festas. O desafio foi a mola propulsora para a ascensão da DonaFlor, que busca, nos projetos, conquistar e transformar sonhos em realidade valorizando cada história como se fosse única. É assim que Sofia vai, também, escrevendo sua própria narrativa.

Alimentação com amor
Um dos hábitos que mais dão prazer à Sofia é cozinhar. Para ela, a organização e a preparação da alimentação da família são atividades especiais. “Sou amante incondicional das folhas, dos legumes, das carnes vermelhas e brancas, das frutas e dos cereais”, comenta. O cálcio para o organismo é garantido com leites e derivados. “Sou adepta do leite até hoje. Não vivo sem. De qualquer forma, mantenho aquela regrinha básica: de tudo um pouco”, confessa.

De bem com a vida 
Embora o esporte não seja o principal item da lista de cuidados de Sofia, todos os dias, às 6h30, ela cumpre o ritual: caminhada e pilates. “Eu me cuido sem excessos. Pratico esportes pelos benefícios que eles proporcionam e também porque, quando estou me cuidando, tenho uma sensação boa”, conta a decoradora. 

A balança nunca foi sua inimiga, entretanto, Sofia prefere não dar sorte para o azar, como costuma dizer. Ela vem de uma família que considera o próprio bem-estar uma questão íntima, por isso, tem uma vida regrada para não sofrer ao ter que restringir a ingestão de doces ou bebidas. “Desde muito jovem, adquiri hábitos saudáveis necessários e importantes para minha atividade profissional e lazer”, completa. Uma das tentativas para complementar os cuidados foi a prática do tênis, um hábito que  perdeu espaço para uma boa pedalada de bike.

Para não errar na prática de exercícios, a decoradora conta com a orientação de um personal trainer, que direciona os treinos ao bom condicionamento e ao fortalecimento muscular. Fora isso, outras duas regras fundamentais para a qualidade de vida: visitas médicas e odontológicas para check-up anual. 

Alegria de viver
Vontade de viver bem consigo mesma e com todos com quem convive são os princípios que regem a vida da empresária. Para Sofia, a maior lição que se pode tirar de qualquer situação é sorrir. “Sorria para a vida, da vida, com a vida. Sei que isso não é fácil, aliás, é bem difícil. Sabendo disso, eu me dou também o direito de chorar, de sofrer e de ter meus dias difíceis”, confidencia. Para sair desses momentos, a decoradora pensa em uma frase de Lya Luft: “Esta experiência, esta vida é nossa única chance de sermos nós mesmos”.


Novas experiências
Conhecimento e boas histórias fazem parte da receita de qualidade de vida de Sofia. Quando o assunto é viajar, ela não abre mão da companhia da família inteira. Apenas a ida à Itália fugiu à regra. Ali, a comerciante passou um mês pelas terras onde a gastronomia é uma das mais famosas do mundo. “As viagens que fazemos, mesmo a trabalho, perto ou longe, são lembranças riquíssimas.  Tenho o privilégio de conhecer pessoas e lugares muito interessantes, que sempre me abastecem de conhecimento e sabedoria”, avalia Sofia. 

Leia Também